LAIO E CRÍSIPO – AQUELA COMPANHIA DE TEATRO (RJ)

Foto: Elisa Mendes

Foto: Elisa Mendes

Interpretação popular do mito de Édipo. Em cena, está a juventude de Laio, futuro pai de Édipo. Para fugir à sangrenta disputa pelo poder, foge de Tebas, exilando-se na Frígia, onde passa a atuar como preceptor do jovem Crísipo, filho do rei Pélops. Entre os dois surge uma grande paixão e eles resolvem fugir. De volta a Tebas, Laio encontra a jovem Jocasta, sua esposa prometida, mas mantém sua relação com Crísipo. A peça se apropria da narrativa, tendo em vista um horizonte contemporâneo de expansão dos direitos civis e o fenômeno que vem sendo nomeado de poliamor.

AQUELA COMPANHIA DE TEATRO – Criada em 2005 com a proposta de explorar a relação entre teatro e literatura, já produziu ‘Projeto K’, a partir da obra de Franz Kafka, ‘Sub: Werther’, inspirada em ‘Os Sofrimentos do Jovem Werther’, de Goethe, em ‘Fragmentos do Discurso Amoroso’, de Roland Barthes; e ‘Lobo nº 1 (A Estepe)’, calcado no romance de Herman Hesse, entre outros.

FICHA TÉCNICA
Texto: Pedro Kosovski
Direção: Marco André Nunes
Direção musical: Felipe Storino
Com Carolina Ferman, Erom Cordeiro e Ravel Andrade
Músicos: João Paulo Pereira e Felipe Storino
Direção de Movimento: Marcia Rubin
Figurino: Marcelo Marques
Iluminação: Renato Machado
Cenário: Aurora dos Campos
Preparação Vocal: Danielle Lima
Operador de Luz: Tamara Torres
Operador de Som: João Paulo Pereira
Visagista: Josef Chasilew
Fotos: João Júlio Melo
Realização: Aquela Cia de Teatro
Produção: Núcleo Corpo Rastreado