NAUFRAGÉ(S) – TEATRO DE AÇÚCAR (FRANÇA/BRASIL)

Coprodução do Cena Contemporânea com o Centro Dramático Nacional Francês La Comédie de Saint-Étienne

Foto: Diego Bresani

Foto: Diego Bresani

Naufragé(s) conta a história de um artista que usa a ficção para melhorar sua própria biografia. Através da criação de um monólogo, ele decide contar a mais bela história de amor que o mundo jamais conheceu: a que ele mesmo viveu. Usando verdades adulteradas, o ator faz de tudo para que sua fábula de amor possa integrar o hall dos grandes clássicos do gênero. Porém, para amenizar a solidão que supõe a criação de um monólogo, ele toma uma decisão que lhe fará perder o domínio de sua própria criação: contrata um garoto de programa que lhe fará companhia durante todo o espetáculo.

TEATRO DE AÇÚCAR – Criado em 2007, é um núcleo de pesquisa e produção de espetáculos que aposta na dramaturgia original. Da trajetória da companhia constam obras como Além do que se vê (2008), A vida impressa em xerox (2012), Adaptação(2013) e Surf a Seco (2015).

FICHA TÉCNICA

Texto e direção: Gabriel F.
Assistência de direção: Luiza Guimarães
Com Gabriel F. e Gaspard Liberelle
Direção artística e música original: Marco Michelângelo
Coreografia: Igor Calonge
Direção técnica e iluminação: Cristina Bolivar
Programação visual: Luisa Malheiros
Cenografia e figurinos: Teatro de Açúcar
Confecção de cenografia: La Comédie de Saint-Étienne
Direção de produção: Juliana Cury
Coprodução: La Comédie de Saint-Étienne e Cena Contemporânea – Festival Internacional de Teatro de Brasília
Apoio: Aliança Francesa de Brasília, Embaixada da França no Brasil, Cia. Cielo RasO, Dantzagunea – Diputación Foral de Gipuzkoa.